Impacto da relação família-escola no rendimento escolar dos educandos das escolas primárias da zona seis do Sumbe. (Original)

Palabras clave: impacto; relação família-escola; rendimento escolar; zona de influência pedagógica

Resumen

O presente estudo trata de uma reflexão sobre impacto da relação família-escola para o rendimento dos educandos das Escolas Primárias da Zona de Influência Pedagógica nº 6 do Sumbe, com o objetivo geral de propor uma estratégia educativa para o melhoramento do impacto da relação família-escola no rendimento dos educandos das escolas em estudo. Para o cumprimento do objetivo utiliza-se como metodologia: métodos de nível do conhecimento teórico: histórico – lógico; análise – síntese; indutivo – dedutivo; de nível do conhecimento empírico: observação, revisão de documentos, entrevista e inquéritos; assim como método matemático-estatístico, que permitiram sistematizar os fundamentos teóricos que sustentam a relação família-escola. Revelaram-se os problemas da relação família-escola no comprimento dos deveres das famílias e pouco acompanhamento dos filhos para elevação do rendimento escolar das escolas em referência. O diagnóstico foi ponto de partida do desenho da estratégia educativa, que contempla: fundamentação, objetivos, diagnóstico, plano, execução e avaliação; os resultados da estratégia educativa para o melhoramento do impacto da relação família e escola no rendimento escolar dos educandos, contribuiu para elevação da qualidade da educação em correspondência com as exigências atuais do contexto global e nacional.

Descargas

La descarga de datos todavía no está disponible.

Biografía del autor/a

Emília Cambando Domingos Lopes, Instituto Superior de Ciência da Educação. Sumbe, Angola.

Licenciado.

Fernando João Moutinho Sanito, Liceu do Sumbe, Angola.

Licenciado.

Fidel Luis Alvarez Alvarez, Universidade do Granma. Bayamo, Cuba.

Doutor em Ciências. Professor Titular.

António Zinga, Instituto Superior de Ciência da Educação. Sumbe, Angola.

Doutor em Ciências.

Citas

Andrade A. (2008). A relação família-escola. Monografia apresentada às faculdades de Ciências Aplicadas Sagrada coração, como requisito parcial para obtenção do grau de licenciado em Ciências Biológicas, São Paulo.
Caputo, S. J, (2017). Monografia, Biblioteca, ISCED C.S, Angola.
Lei Nº 17. Lei de Bases do Sistema de Educação da República de Angola. Diário da República, I Série, Nº 170. 2016.
Libâneo, J.C. (2011). Série Formação do Professor. Cortez Editora, São Paulo, Brasil.
Nogueira, M. A. (2005). A relação família-escola na contemporaneidade: fenómeno social, interrogações sociológicas. Análise social, vol. xl, (176), p. 563-578.
Paro. H. (2007). Qualidade do ensino: a contribuição dos pais. São Paulo: xamã.
Piaget, J. (2007). Para onde vai à educação. Rio de Janeiro. José Olímpio.
Piletti, N. (2010). Psicologia educacional, 17ª ed. São Paulo, ática, Brasil.
Rodríguez, M & Bermúdez, R (1996), M. (1996). Teoría y Metodología del aprendizaje. Editorial Pueblo y Educación. Instituto de Filosofía. La Habana, Cuba.
Sarmento, T. & Marques, J. (2006). A participação das crianças nas práticas de relação das famílias com as escolas, interações. Porto Alegre, n. 2, p. 59-86.
Publicado
2021-02-24
Cómo citar
Domingos Lopes, E. C., Moutinho Sanito, F. J., Alvarez Alvarez, F. L., & Zinga, A. (2021). Impacto da relação família-escola no rendimento escolar dos educandos das escolas primárias da zona seis do Sumbe. (Original). Roca. Revista científico - Educacional De La Provincia Granma, 17(1), 515-535. Recuperado a partir de https://revistas.udg.co.cu/index.php/roca/article/view/2244
Sección
Artículos