Coeficiente de performance de uma equipe feminina de voleibol sub 15: a continuação de um estudo (Original)

  • Nelson Kautzner Marques Junior Universidade Castelo Branc
  • Danilo Arruda UNIP/CEFIT
Palabras clave: voleibol, desempenho atlético, treinamento, esporte

Resumen

O objetivo da investigação foi de determinar o coeficiente de performance (CP) dos fundamentos e dos campeonatos de uma equipe feminina sub 15 durante os campeonatos realizados no estado do Paraná no ano de 2015. O material e o método do estudo foi o mesmo da pesquisa de Marques Junior e Arruda (2015). A Anova de Kruskal Wallis detectou diferença estatística (p≤0,05) do CP nas seguintes comparações entre os jogos de cada campeonato: do passe, do levantamento, do ataque e da defesa. A Anova de Kruskal Wallis detectou diferença estatística (p≤0,05) do CP nas seguintes comparações entre cada disputa – Taça Curitiba, 1ª Etapa do Estadual e 2ª Etapa do Estadual: do passe, do levantamento, do ataque, do bloqueio e da defesa. A Anova de Kruskal Wallis detectou diferença estatística do CP do campeonato, H (2) = 24,25, p = 0,0001. O post hoc Dunn identificou diferença estatística (p≤0,05), o desempenho da equipe na Taça Curitiba (2,36±1,02) foi superior ao da 1ª (2,22±0,61) e da 2ª (2,17±0,63) Etapa do Estadual. Em conclusão, a análise do jogo com scout elaborado no Excel 2013 permite ao técnico detectar o desempenho de cada fundamento após a disputa.

Biografía del autor

Nelson Kautzner Marques Junior, Universidade Castelo Branc

Mestre em Ciência da Motricidade Humana

Danilo Arruda, UNIP/CEFIT

Especialista em Treinamento Esportivo

Citas

American Volleyball Coaches Association (1997). Coaching volleyball. Chicago: Masters Press.

Arruda, D., Marques Junior, N. (2015). Estudos dos fundamentos de jovens jogadores do voleibol feminino. Rev Bras Prescr Fisio Exerc, 9 (56), 730-751.

Batista, G., Bezerra, A., Costa, Y., Grisi, I. (2015). Relação do saque e recepção na finalização do ataque no voleibol escolar feminino infantil e juvenil. Conexões, 13 (1), 99-113.

Coleman, J. (2005). Analisando os adversários e avaliando o desempenho da equipe. In. Shondell, D.; Reynaud, C. (editores). A bíblia do treinador de voleibol. Porto Alegre: Artmed.

Costa, Y.; Sousa, M.; Silva, J.; Araújo, J.; Neto, G.; Batista, G. (2017). Indicadores de rendimento técnico-tático em função do resultado do set no voleibol escolar. Motr, 13(SI), 34-40.

Cruz, P.; Costa, Y.; Silva, E.; Batista, G. (2018). Associação entre saque com a defesa, e a defesa com o contra-ataque no voleibol de base feminino. Rev Bras Prescr Fisio Exerc, 12(77), 717-723.

Laporta, L.; Afonso, J.; Mesquita, I. (2018). Interaction network analysis of the six game complexes in high-level volleyball through the use of eigenvector centrality. Plos One, 13(9), 1-14.

Kountouris, P.; Drikos, S.; Aggelonidis, I.; Laios, A.; Kyprianou, M. (2015). Evidence for differences in men`s and women`s volleyball games based on skills effectiveness in four consecutive Olympic tournaments. Comprehensive Psychology, 4(9), 1-7.

Marques Junior, N. (2013). Evidências científicas sobre os fundamentos do voleibol: importância desse conteúdo para prescrever o treino. Rev Bras Prescr Fisio Exerc, 7 (37), 78-97.

Marques Junior, N. (2015). Coeficiente de performance dos fundamentos do voleibol de uma equipe feminina sub 15: um estudo no campeonato do Paraná de 2015. Rev Observatorio Dep, 1 (4), 253-280.

Marques Junior, N. (2015b). A contribuição norte-americana para o voleibol. Lec: Educ Fís Dep, 11 (101), 1-9.

Marques Junior, N.; D. Arruda. (2016). Fundamentos praticados por uma equipe feminina de voleibol sub 15 conforme o sistema de jogo: um estudo de correlação. Rev Observatorio Dep, 2 (3), 165-173.

Marques Junior, N.; Arruda, D. (2017). Análise do jogo de voleibol com novo scout elaborado no Excel®. Rev Bras Prescr Fisio Exerc, 11 (68), 112-130.

Marques Junior, N. (2018). Performance coefficient of the master volleyball skills according to the classification. Olimpia, 15(49), 143-152.

Padilla, J.; Marques Junior, N.; Lozada, J. (2018). Análisis del tempo del rally y de la pausa em el voleibol máster. Arrancada, 18(33), 39-49.

Publicado
2018-12-12
Cómo citar
Marques Junior, N., & Arruda, D. (2018). Coeficiente de performance de uma equipe feminina de voleibol sub 15: a continuação de um estudo (Original). Revista Científica Olimpia, 15(52), 48-60. Recuperado a partir de https://revistas.udg.co.cu/index.php/olimpia/article/view/588