Entorno virtual de aprendizagem para línguas: uma nova aprendizagem. (Revisão)

Palabras clave: cursos virtuais; mcerl

Resumen

O presente trabalho tem como objectivo a implementação de Cursos Virtuais de Idiomas que permitam a construção de conhecimentos nos estudantes e o desenvolvimento da competência comunicativa para alcançar o nível “B1”, segundo o MCERL (Marco Comum Europeu de Referência para as Línguas) ou seu equivalente em inglês CERF (Common European Reference Framework), é um padrão europeu, usado para medir a compreensão e o nível de expressão escrita / oral em um idioma, o mesmo estabelece uma escala de seis níveis comuns de referência (A1-A2-B1-B2-C1-C2) para a organização da aprendizagem de línguas e homologação dos distintos títulos emitidos pelas entidades certificadas (MCERL / CEFR). A intenção é aproveitar as bondades da Plataforma Educativa Virtual “MOODLE” (Module Object-Oriented Dynamic Learning Environment). Este tipo de plataformas tecnológicas inclui aspectos relacionados com o manejo de conteúdos e sua publicação. É também incluída a ferramenta utilizada pelo professor na preparação dos conteúdos dos cursos. Esta ferramenta é de grande uso na educação porque permite os passos a seguir nos Cursos Virtuais dos professores para seus estudantes. O uso do “MOODLE” melhora o processo de ensino-aprendizagem dos idiomas e, em linha / online, abrirá aos usuários a oportunidade de usar ambientes de um grande valor educativo e aumentará a qualidade dos Cursos Virtuais de Idiomas.

Descargas

La descarga de datos todavía no está disponible.

Biografía del autor/a

Leopoldina del Carmen López Mendoza, Universidad de Granma. Bayamo, Cuba.

Máster em Educação Superior. Professora Auxiliar.

Eduardo David Pérez Fernández, Universidad de Granma. Bayamo, Cuba.

Máster em Psicologia Educativa. Professor Auxiliar.

Miguel Gola Gola, Escola Superior Pedagógica da Kwanza Norte. Região Acadêmica VII, Kwanza Norte, Angola.

Doutor em Ciências Pedagógicas. Professor Auxiliar.

Citas

Álvarez, S. (2005). Blended learning solutions from B. Hoffman. (Ed.), Encyclopedia of Educational Technology.
Anzor, S. M., (2009). El Rol de Profesores y Tutores en Educación a Distancia Mediada por TIC. Universidad Nacional de la Patagonia San Juan Bosco. Chubut. Argentina. madanzor@yahoo.com.ar
Cabrera, R. J. F. et al. (2005). Las Herramientas Tecnológicas en el Proceso de Enseñanza Aprendizaje. Centro de Referencia para la Educación de Avanzada (CREA) – CUJAE.
Gate-UPM. (2009). Manual de MOODLE. Universidad Politécnica de Madrid.
Navarro, R. E. et al. (2009). Propuesta de un Modelo Interinstitucional de Educación a Distancia para Postgrado. Universidad Veracruzana.
S/A. (2016). JumpBox for the Moodle Course Management System | JumpBox Virtual Appliances and Applications for Cloud Computing.
S/A. (2016). CERF (Common European Reference Framework).
Valdés, F. J. L. (2005). Infotecnología para la Investigación y la Docencia.
Publicado
2021-02-16
Cómo citar
López Mendoza, L. del C., Pérez Fernández, E. D., & Gola Gola, M. (2021). Entorno virtual de aprendizagem para línguas: uma nova aprendizagem. (Revisão). Roca. Revista científico - Educacional De La Provincia Granma, 17(1), 373-387. Recuperado a partir de https://revistas.udg.co.cu/index.php/roca/article/view/2229
Sección
Artículos